Outras notícias

3 de Agosto de 2011

 

Nota de Imprensa

 

Fósseis de África
no
Museu da Lourinhã

 
Cartaz da Exposição Temporária de Fósseis de África

O Museu da Lourinhã apresenta, entre os dias 6 de Agosto e 9 de Outubro, uma exposição temporária, representativa das descobertas paleontológicas efectuadas em Angola e Moçambique por paleontólogos do Museu, em colaboração com investigadores de universidades locais e estrangeiras.

Entre as peças expostas, está um fóssil de Sinapsídeo (grupo de animais que estão na origem de todos os mamíferos), proveniente de Moçambique e que conta mais de 250 milhões de anos (período Pérmico). De Angola estarão expostos vários exemplares, incluindo um de Angolachelys mbaxi que viveu há 90 milhões de anos (período Cretácico).


Alguns destes achados estão a ser preparados por um técnico moçambicano, bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, que está no Museu da Lourinhã a receber formação em técnicas de preparação de fósseis, encontrando-se disponível aos sábados e domingos para dialogar com o público visitante e relatar a sua experiência.

O Museu da Lourinhã está envolvido em dois projectos dedicados a África: PaleoAngola e PalNiassa respectivamente em Angola e Moçambique. Estes Projectos têm como missão descobrir, recolher, preparar, estudar, preservar e expor fósseis, sobretudo de vertebrados. Constituem um contributo muito importante para a ciência e, em particular, para a afirmação daqueles países, no campo da investigação paleontológica, bem como para o fomento do gosto pela ciência, designadamente, junto das populaço;ões locais.

Durante o mês de Agosto existem visitas guiadas às 11:00, 15:00 e 17:00, estando o Museu aberto todos os dias (no resto do ano encerra às segundas-feiras e feriados).

Saiba mais sobre estes projectos visitando

Logo Projecto PaleoAngola   http://www.paleoangola.org

Logo Projecto PalNiassa   https://sites.google.com/site/palniassa/home


Outras notícias